Oi!

Esse é o Petites Mélodies, um blog sobre arte e cultura visual.

Espero que goste da leitura e que acompanhe as novidades nas redes sociais!

felipe morozini // o jardim suspenso da babilônia

3984669122_ba3c8d45cb_z
3984669122_ba3c8d45cb_z
3984653320_d7abdd05a1_z
3984653320_d7abdd05a1_z
3983893905_727e76ba2d_z
3983893905_727e76ba2d_z
4550937844_e9663e1324_z
4550937844_e9663e1324_z
4550932448_da9b479f5f_z
4550932448_da9b479f5f_z
4550932338_2958d15bbb_z
4550932338_2958d15bbb_z

Felipe Morozini é um artista plural cujos trabalhos vão desde editoriais de moda até cenários para grandes eventos – ninguém nem imagina que Felipe é na verdade formado em Direito.

Na série "O Jardim Suspenso da Babilônia" (2010), Felipe mostra que é não só é um habitante da cidade de São Paulo, mas que é nela onde busca inspiração para realizar seus projetos. A intervenção urbana do artista e de mais 21 amigos, no Minhocão (Elevado Costa e Silva) representa a necessidade de milhares de paulistanos por uma re-urbanização urgente, por um ambiente mais agradável e habitável.

Foram dezenas de flores desenhadas com cal ao longo do elevado. E a escolha do lugar não foi à toa. Além de ser um dos grandes símbolos da capital paulista, é ali também onde o artista mora, e de onde realiza seu trabalho mais importante: registros do cotidiano das janelas, varandas e sacadas de milhares de moradores, levantando questões mais que contemporâneas sobre espaço urbano e imagem privada versus imagem pública.

Para conhecer um pouco mais sobre o trabalho, assista ao video (que concorreu até a prêmio pelo NY Times):

http://www.youtube.com/watch?v=XFXGEOrhrvg

lizzy stewart // travel diaries

jessica harrison

jessica harrison